Em julho de 2010, a paca­ta comu­na ita­li­a­na de Pietrasanta, na região de Toscana, entrou em alvo­ro­ço por cau­sa de uma expo­si­ção. O bis­po cató­li­co da comu­na fez ame­a­ças e ape­lou ao boi­co­te. O pre­si­den­te da câma­ra ouviu-​o e tam­bém entrou em alvo­ro­ço.

O muni­cí­pio dissociou-​se do escân­da­lo e revo­gou o patro­cí­nio ao even­to ain­da antes da inau­gu­ra­ção, mas resis­tiu à pres­são do bis­po. O bis­po que­ria que o muní­cio proi­bis­se a expo­si­ção e man­dou dis­tri­buir pan­fle­tos em todas as igre­jas da comu­na pedin­do aos fiéis que banis­sem a gale­ria.

Razão: a aber­tu­ra ao públi­co de «Zeitgeist», uma anto­lo­gia de tra­ba­lhos do pin­tor e ilus­tra­dor ita­li­a­no Giuseppe Veneziano. Como cos­tu­ma acon­te­cer em casos seme­lhan­tes, o alvo­ro­ço transformou-​se em publi­ci­da­de e a publi­ci­da­de bene­fi­ci­ou a gale­ria. «Zeitgeist» foi um suces­so estron­do­so: mais de dez mil visi­tan­tes.

Madonna del Terzo Reich, 2009

Madonna del Terzo Reich, 2009

Giuseppe Veneziano já está habi­tu­a­do à escan­da­lei­ra — na ver­da­de, beneficia-​o tam­bém. Dois anos antes, na Feira de Arte de Verona, o escân­da­lo reben­tou por cau­sa do qua­dro «Madonna del Terzo Reich» — uma revi­são do fres­co «A peque­na Madona Cowper», de Rafael — retra­tan­do a Virgem Maria segu­ran­do nos bra­ços um bebé Hitler.

Daquela vez, porém, a pres­são con­jun­ta de bis­pos cató­li­cos e rabis judeus levou a que o qua­dro fos­se mes­mo cen­su­ra­do. E o nome de Giuseppe Veneziano vol­tou a via­jar pelas pala­vras de jor­nais em todo o mun­do. Sobre estas polé­mi­cas, Veneziano per­gun­ta: «Se a arte não pode pro­vo­car, o que pode fazer?»

L'ultimo selfie, 2016

L'ultimo sel­fie, 2016

Selfies

Selfie de Van Gogh (2013) e vari­a­ção moder­na do qua­dro «Rapariga com o Brinco de Pérola», do holan­dês Vermeer (2014)

Paradiso artificiale, 2016

Paradiso arti­fi­ci­a­le, 2016

Think Different, 2012

Think Different, 2012

dantealighieri@virgilio.it, 2012

dantealighieri@virgilio.it, 2012

L’adulterio di Leda, 2011

L’adulterio di Leda, 2011

La Toilette di Venere, 2015

La Toilette di Venere, 2015

Wonder Woman Intimacy III, 2011

Wonder Woman Intimacy III, 2011

In bocca al lupo, 2011

In boc­ca al lupo, 2011

Susanna e i vecchioni, 2013

Susanna e i vec­chi­o­ni, 2013

Immagine

Immagine, 2010

Solitamente vesto Prada

Solitamente ves­to Prada, 2014

Sbronzi di Riace

Sbronzi di Riace, 2015

Os tra­ba­lhos de Giuseppe Veneziano, 45 anos, for­ma­do em arqui­te­tu­ra, car­to­o­nis­ta de luxo em vári­as publi­ca­ções em todo o mun­do, tra­çam uma fron­tei­ra vin­ca­da entre as pes­so­as: uns adoram-​no, outros odeiam-​no. Difícil é encon­trar alguém que rea­ja de for­ma neu­tra.

Veneziano é um cro­nis­ta sub­ver­si­vo e sur­re­al. Trata figu­ras his­tó­ri­cas como figu­ras de ban­da dese­nha­da e figu­ras de ban­da dese­nha­da como figu­ras his­tó­ri­cas. Cria pos­si­bi­li­da­des a par­tir de fon­tes dis­pa­ra­res e harmoniza-​as numa visão mui­to sub­ver­si­va e áci­da do mun­do, das nos­sas cren­ças e ver­da­des adqui­ri­das — e sem­pre pintando-​as com cores sua­ves, qua­se doces, qua­se ingé­nu­as.

Marco Santos

­ Marco Santos

Editor @Sapo. Blogger @Bitaites. Legendas @LegDivx. Pai em todo o lado. Queres contactar-me?