Estou ocupado, não me chateiem

Procrastinar é um verbo transitivo, ou seja, um engarrafamento dos neurónios. Significa adiar, deixar para depois. Engonhar. Coçá-los, para ser mais preciso.

Carmel Gatchalian é provadora de panquecas, visitante das lojas da IKEA e estudante de design e ilustração na Escola de Artes Visuais. Ela fez um pequeno vídeo com o qual eu me identifiquei de imediato. E é um resumo quase perfeito do meu dia de hoje.

Quanto a vocês, seus calões, já tiveram o Natal e o fim do ano para procrastinar à vontade: agora é tempo de voltar ao trabalho. Vamos! Mais

3 razões para ver The Revenant (e não ter pressa)

«The Revenant» é um «western» com índios e sem cobóis. Vale pela estupenda fotografia e por DiCaprio, estratosférico.

Gostei muito de «Birdman», de Alejandro G. Iñárritu, grande vencedor dos últimos óscares, portanto a ideia de ver o novo filme deste realizador mexicano pareceu-me muito apelativa.

Melhor ainda: era com Leonardo DiCaprio, um ator que podia ter tido uma carreira lucrativa como menino bonito de Hollywood, mas que em vez disso preferiu arriscar uma carreira lucrativa como ator de cinema. Mais

7 coisas parvas no novo Star Wars

Este é mais um daqueles exercícios inúteis: opinar sobre um filme que para muitos está acima das críticas. Ah, e spoilers.

As primeiras críticas a «Star Wars: o Despertar da Força» foram entusiásticas, mas depois alguns críticos de cinema criticaram-no como a qualquer outro filme — aqui entre nós, é preciso ter descaramento.

Há muito, muito tempo que «Star Wars» não é um filme, é um modo de vida. Um fenómeno cultural. Objeto de culto. Uma fábrica de brinquedos. Mais