Lembram-se do imã iraniano que não bate bem da tola?

Uma lembrança rápida: o ayatollah Kazem Sedighi defendeu numa oração de sexta-feira que «o aumento de relações sexuais ilícitas é a causa do aumento do número de terramotos» e considerou que «as catástrofes naturais são o resultado do nosso próprio comportamento», dando o exemplo das «muitas mulheres mal vestidas» que «corrompem os jovens».

Jennifer McCreight

Uma jovem estudante da Universidade de Purdue, Jennifer McCreight (na foto), quase a concluir a licenciatura em Genética e Evolução, lançou no Facebook a ideia de criar um evento chamado Boobquake (tradução livre: mamamoto). A ideia é testar a teoria do clérigo iraniano, juntando o maior número possível de mulheres vestidas com as roupas mais reveladoras que sejam capazes de arranjar.

«Encorajo outras mulheres cépticas a juntar-se a mim e sentir o suposto poder sobrenatural dos seus peitos», desafiou Jennifer. «Com o poder combinado dos nossos escandalosos corpos, seremos capazes de produzir um terramoto».

24 horas depois de lançar a ideia no Facebook, mais de 14 mil mulheres já tinham respondido à chamada. Com o mamamoto marcado para a próxima segunda-feira, 26 de Abril, em qualquer lugar do mundo, 30 mil já prometeram participar.

«O que começou como uma piada sarcástica à ridícula noção de que a imodéstia feminina causa terramotos, explodiu. A sério, Internet, tu às vezes assusta-me e surpreendes-me», escreveu Jennifer no seu blogue. No seu perfil, ela descreve-se como uma liberal, geeky, nerdy, científica, pervertida ateísta e feminista presa em Indiana, nos Estados Unidos.

Marco Santos

­ Marco Santos

Editor @Sapo. Blogger @Bitaites. Pai em todo o lado. Queres dizer-me alguma coisa?