Sergey Maximishin, 53 anos, é um dos grandes fotógrafos da Rússia. Ganhou duas vezes o World Press Photo. Trabalha para grandes publicações: Time, Newsweek, Liberation, Washington Post, entre outras.

As atividades que capta são tão corriqueiras como um anoitecer. Mas ele é um artista que gosta de fotografar pessoas. Tem o condão de as apanhar em momentos extraordinários, especiais, verdadeiros. Mostra-nos mundos que nenhum de nós viu, enquanto nos faz sentir que nada do que vemos é novo.

Maximishin tem a precisão de Cartier-Bresson e a paixão de Elliott Erwitt. Talvez seja isso que o torna tão familiar. É também um homem generoso por se dispor a partilhar o dom connosco. Podia ter guardado tudo na sua memória, mas arranjou uma extensão perfeita para documentar o que vê. Uma lente. Uma máquina fotográfica.

Sergey Maximishin é capaz de antever, em escassos segundos, o que um simples mortal só conseguiria observar alguns minutos depois. Ou nunca. Capta esses momentos definitivos e depois mostra-os, já devidamente cristalizados e enquadrados, para que tenhamos tempo para ver o que ele viu.

 Sergey Maximishin

Banhos termais em Kamchatka.

 Sergey Maximishin

Restaurante-bar em São Petersburgo, 2013

Sergey Maximishin

Lago Zaysan, Casaquistão Oriental, 2004

Sergey Maximishin

Vladimir Putin em São Petersburgo, 2003

 Sergey Maximishin

Teatro Mariinsky, São Petersburgo, 2002

Sergey Maximishin

Empresário moscovita e mulher a bordo do seu iate privado, 2004

 Sergey Maximishin

Gudermes, Tchetchénia, 2003

Sergey Maximishin

Uma cela especial para curar bebedeiras, São Petersburgo, 2002

 Sergey Maximishin

Dando comida aos pombos, São Petersburgo, 2001

 Sergey Maximishin

Atores amadores bebem chá nos ensaios de uma peça produzida num asilo mental em São Petersburgo, 2003

Sergey Maximishin

Lago Zaysan, Casaquistão Oriental, 2004

Sergey Maximishin

Família à espera do autocarro escolar na aldeia de El-Tyubyu, na Cabárdia-Balcária, 2008

Sergey Maximishin

Aulas de Teologia, República do Daguestão, 2008

Sergey Maximishin

Pequeno-almoço numa escola de cadetes, Ekaterinburg, 2008

 Sergey Maximishin

Clube de tango, Voronej , 2015

 Sergey Maximishin

Reunião de movimentos juvenis de esquerda, Moscovo, 2010

 Sergey Maximishin

A máscara mortuária de Lenine, Ulianovsk, 2010

 Sergey Maximishin

Produção de leite em Leningrado, 2004

 Sergey Maximishin

Ilhas Celebes, Indonésia, 2012

 Sergey Maximishin

Observando a formação de novos recrutas, Afeganistão, 2001

 Sergey Maximishin

Vendedor de peixe em Bagdade, Iraque, 2002

 Sergey Maximishin

Turistas chineses em Hong Kong, 2012

 Sergey Maximishin

Deli, Índia, 2013

 Sergey Maximishin

Um guardião do templo em Isfahan, Irão, 2005

 Sergey Maximishin

Trinidad, Cuba, 2009

 Sergey Maximishin

Soldado da Aliança do Norte na aldeia Tashty Kala, Afeganistão, 2001

 Sergey Maximishin

O paralelo 38, a fronteira entre a Coreia do Norte e Coreia do Sul, 2005

Sergey Maximishin

A Festa do Sacrifício em São Petersburgo, 2005

Sergey Maximishin

Distrito de Allaikhovsky, agosto de 2008

Sergey Maximishin

Autocarro de um circo em São Petersburgo, 2000

Sergey Maximishin

«O Sorriso de Sauron». Condutor de ferry no rio Irtich, Tobolsk, junho de 2005

Sergey Maximishin

Pesca no rio Irtysh , Cazaquistão

Sergey Maximishin

Pedreira em Goa, Índia, 2005

Sergey Maximishin

Restaurante Mao, São Petersburgo, 2002

Sergey Maximishin

Mosteiro Alexandro-Svirsky, Leningrado, 2002

Sergey Maximishin

Preparações para a abertura de uma exposição no Museu Russo em São Petersburgo, 2000

Sergey Maximishin

Bancários celebrando o aniversário de um colega num clube noturno de São Petersburgo, 2002

Sergey Maximishin

Kathmandu, Nepal

Sergey Maximishin

Carregamento e distribuição de salmão, Ozerki, São Petersburgo, 2006

 Sergey Maximishin

Krasnokamensk, Rússia, março de 2006

Marco Santos

­ Marco Santos

Editor @Sapo. Blogger @Bitaites. Legendas @LegDivx. Pai em todo o lado. Queres contactar-me?