O que chama a atenção nestas imagens é a nudez, mas isso é só à primeira vista. Não são os modelos nus em poses sensuais o foco das fotos, mas as pessoas que à volta os observam. O fotógrafo italiano Marco Onofri chama-lhes seguidores.

«Seguidores» é o nome desta série de fotografias e não é uma designação inocente. São as atitudes e os hábitos induzidos pelas novas tecnologias e pelas redes sociais que Onofri fotografa. Das imagens são retirados os intermediários entre quem observa e quem se deixa observar: os computadores.

Marco Onofri Marco Onofri Marco Onofri

Os espaços são acolhedores. Muitas luzes indiretas, suaves, quentes, mas os retratos tornam-se claustrofóbicos devido à enorme proximidade destes seguidores. Alguns observam os modelos como meras comodidades de consumo imediato. Distrações de fim de noite.

E é em todos eles que o nosso olhar forçosamente recai, nas suas reações. O miúdo que tapa metade da cara com a mão. O tipo com as calças para baixo. Um barrigudo em tronco nu. Outro a beber um cafezinho. Gente com roupa de trabalho. Olhares indiferentes, invejosos, curiosos, embaraçados, satisfeitos, lascivos.

Os computadores são barreiras frágeis

Marco Onofri Marco Onofri Marco Onofri Marco Onofri Marco Onofri Marco Onofri Marco Onofri Marco Onofri Marco Onofri

Os computadores diluem a distância física entre quem observa e é observado. Transmitem a ilusão de que são capazes de definir fronteiras reais. Nós deste lado, os outros do outro.

Não têm essa capacidade. Essas fronteiras são barreiras frágeis. Não conhecemos as pessoas que nos observam. Tal como os modelos nas fotos, nem parecemos dar por elas, julgamos estar sozinhos. Pensamos controlar a natureza desta peculiar relação.

Ao remover os computadores que ligam uns e outros e colocar modelos e seguidores no mesmo espaço, Marco Onofri diz-nos que a situação é mais bizarra e sinistra do que julgamos. Tendo em conta as fotos íntimas de raparigas que caiem na Web e a indiferença com que são partilhadas e distribuídas, é capaz de ter alguma razão.

Marco Santos

­ Marco Santos

Editor @Sapo. Blogger @Bitaites. Pai em todo o lado. Queres dizer-me alguma coisa?