Em julho de 2010, a pacata comuna italiana de Pietrasanta, na região de Toscana, entrou em alvoroço por causa de uma exposição. O bispo católico da comuna fez ameaças e apelou ao boicote. O presidente da câmara ouviu-o e também entrou em alvoroço.

O município dissociou-se do escândalo e revogou o patrocínio ao evento ainda antes da inauguração, mas resistiu à pressão do bispo. O bispo queria que o munício proibisse a exposição e mandou distribuir panfletos em todas as igrejas da comuna pedindo aos fiéis que banissem a galeria.

Razão: a abertura ao público de «Zeitgeist», uma antologia de trabalhos do pintor e ilustrador italiano Giuseppe Veneziano. Como costuma acontecer em casos semelhantes, o alvoroço transformou-se em publicidade e a publicidade beneficiou a galeria. «Zeitgeist» foi um sucesso estrondoso: mais de dez mil visitantes.

Madonna del Terzo Reich, 2009

Madonna del Terzo Reich, 2009

Giuseppe Veneziano já está habituado à escandaleira — na verdade, beneficia-o também. Dois anos antes, na Feira de Arte de Verona, o escândalo rebentou por causa do quadro «Madonna del Terzo Reich» — uma revisão do fresco «A pequena Madona Cowper», de Rafael — retratando a Virgem Maria segurando nos braços um bebé Hitler.

Daquela vez, porém, a pressão conjunta de bispos católicos e rabis judeus levou a que o quadro fosse mesmo censurado. E o nome de Giuseppe Veneziano voltou a viajar pelas palavras de jornais em todo o mundo. Sobre estas polémicas, Veneziano pergunta: «Se a arte não pode provocar, o que pode fazer?»

L'ultimo selfie, 2016

L’ultimo selfie, 2016

Selfies

Selfie de Van Gogh (2013) e variação moderna do quadro «Rapariga com o Brinco de Pérola», do holandês Vermeer (2014)

Paradiso artificiale, 2016

Paradiso artificiale, 2016

Think Different, 2012

Think Different, 2012

dantealighieri@virgilio.it, 2012

dantealighieri@virgilio.it, 2012

L’adulterio di Leda, 2011

L’adulterio di Leda, 2011

La Toilette di Venere, 2015

La Toilette di Venere, 2015

Wonder Woman Intimacy III, 2011

Wonder Woman Intimacy III, 2011

In bocca al lupo, 2011

In bocca al lupo, 2011

Susanna e i vecchioni, 2013

Susanna e i vecchioni, 2013

Immagine

Immagine, 2010

Solitamente vesto Prada

Solitamente vesto Prada, 2014

Sbronzi di Riace

Sbronzi di Riace, 2015

Os trabalhos de Giuseppe Veneziano, 45 anos, formado em arquitetura, cartoonista de luxo em várias publicações em todo o mundo, traçam uma fronteira vincada entre as pessoas: uns adoram-no, outros odeiam-no. Difícil é encontrar alguém que reaja de forma neutra.

Veneziano é um cronista subversivo e surreal. Trata figuras históricas como figuras de banda desenhada e figuras de banda desenhada como figuras históricas. Cria possibilidades a partir de fontes disparares e harmoniza-as numa visão muito subversiva e ácida do mundo, das nossas crenças e verdades adquiridas — e sempre pintando-as com cores suaves, quase doces, quase ingénuas.

Marco Santos

­ Marco Santos

Editor @Sapo. Blogger @Bitaites. Legendas @LegDivx. Pai em todo o lado. Queres contactar-me?